Caminho das Pedras

icone site

O início

De qualquer coisa que nos propúnhamos a fazer é sempre animador, ficamos motivados por inúmeras razões e absorvemos tanta coisa que nesse momento só pensamos nisso. Com os investimentos não é diferente. Existe um início, o longo meio e o fim.

Acontece para as diferentes situações da vida, atividade física, aprender um novo idioma, ao cogitar comprar algum produto eletrônico, celular, tablete, computador.

Pois bem, para isso você não vê vários vídeos de review do produto para ver se vale a pena, estuda o assunto antes de comprar?

Então por que seria diferente com os investimentos?

Sempre depois dessa primeira fase de entusiasmo e estudo, onde procuramos estudar bastante para montar uma carteira diversificada e segura, vem a fase do acumulo de patrimônio, que seria o

Longo meio.

Pois então, não é sem motivo que a segunda fase é longa. Já escutou por ai que chegar nos primeiros 100k é a parte mais difícil?

Então, depois da euforia inicial, vem um banho de agua fria em seguida quando a gente realiza que de um mês pro outro quando olhamos o patrimônio parece que nada mudou, passam-se 6 meses e olhamos de novo e vemos que “só tem aquilo?”.

A gente se questiona se vale a pena continuar, se vale abdicar de todo os desejos que esse dinheiro guardado podia nos proporcionar.

Então exatamente nesse momento que muitos desistem e se enchem de motivos que justificaram a atitude de tirar o dinheiro e gastar, “vai demorar muito”, “não vale a pena”, “vou ficar rico só com 60 anos?” “melhor gastar e ser feliz agora”…

Não tem como, esse pensamento já passou pela sua cabeça quando começou a investir, não foi?

 Investir requer disciplina e consciência, não tem jeito.

Igual dieta, não adianta achar que depois de duas semanas de exercícios e uma alimentação saudável, a balança vai achar você 30kg mais magro. Tudo requer disciplina pois são processos lentos com o objetivo ao longo prazo.

E é exatamente nesse eterno longo meio do caminho que me encontro. O patrimônio ainda não é o suficiente para os rendimentos motivarem tanto a ponto do rendimento ser maior que seus aportes mensais, esse momento será incrível por sinal.

Então, o importante é não desistir. É mesmo nas dificuldades e no marasmo dos investimentos, realizar que o dinheiro que mandou para a corretora não é mais seu. Pois não conte com ele, é do seu “eu do futuro”.

Pra mim o BLOG ajuda muito. Relatar minhas experiências e ler diferentes blogs sobre o assunto ajudam a aprender e a entender que é normal e está tudo bem. Faz parte da longa jornada.

Então essas são as três dicas para não desanimar a investir:

  • Não conte com o dinheiro investido

Dinheiro investido tem que ser esquecido. Com exceção da reserva de emergência, esse valor que transfere para a corretora não deve voltar para sua conta corrente do banco até você chegar na fase final que será a de viver de renda passiva dos investimentos.

  • Busque ler blogs e absorver conteúdo de pessoas que estão na mesma caminhada

Acompanhar blogs e vídeos de pessoas que estão ou já passaram pelo que está passando ajuda muito. Dá um conforto no coração saber que o que está passando e pensando é normal e que está no caminho certo.

  • Foque no seu trabalho com o objetivo de ganhar sempre mais

Então se os dois fatores que podem te deixar rico são o valor dos aportes e o tempo e, que eu saiba não podemos mudar o tempo da vida, então buscar ganhar mais e aumentar os aportes sempre será a melhor estratégia para alcançar a riqueza mais rapidamente.

  • Não deixe de aproveitar a vida também

Deixe sempre um dinheiro reservado para os prazeres da vida. Não faz sentido deixar os melhores anos da vida, enquanto jovens e saudáveis, sem viajar e curtir um pouco. Tire o custo desses mimos do seu salário e não dos seus aportes mensais.

Por isso procurar sempre ganhar mais ajudara bastante a qualidade da sua vida ao longo da jornada.

E o fim

Pois então, essa última etapa eu não posso falar muito, ainda estou no meio do caminho, longe longe da linha de chegada.

Mas se tem uma coisa que me motiva é essa linha de chegada. A parte que o valor dos seus rendimentos, seja de ações, fundo imobiliário ou renda fixas, já serão o suficiente para pagar seu custo de vida, suas contas, agua, luz, internet e ainda sobrar para você usufruir da maneira que quiser.

Então a dica que eu dou é essa motive-se que um dia a gente chega na linha de chegada dessa caminhada.

 

Seguimos juntos nessa caminhada até a independência financeira.

Grande abraço pessoal!

Sigam as redes sociais para mais conteúdo:
INSTAGRAM:

YOUTUBE:

 

2 comentários em “Início, o longo meio e o fim.”

  1. Estou nessa fase do “boring middle” e realmente é complicado. Já não existe o fator novidade, você tá meio que no piloto automático e seguindo, então é preciso muita força de vontade pra continuar.

  2. Pois é meu amigo. Te entendo completamente.
    Também me encontro nessa etapa, por sinal adorei a expressão “boring middle”, vou usar. kkk
    O que me ajuda muito é consumir conteúdo de investimentos, vídeos no YouTube, Blogs, ler relatórios RI das empresas que invisto.
    Conhecer outras experiências e ficar por dentro das oportunidades me motivam bastante.
    Se deus quiser uma hora vamos piscar os olhos e nem vamos perceber o quão grande está nosso patrimônio.

    Obrigado por acompanhar o Blog.

    Grande abraço!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima